JUS-HUMANISMO

  • Camila Castanho Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Thiago Lopes Matsushita Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: Jusnaturalismo, Juspositivismo, Neopositivismo, Jus-humanismo

Resumo

O presente estudo tem por objeto o denominado "jus-humanismo". Trata-se de uma nova corrente de pensamento, apresentada na Filosofia Humanista de Direito Econômico, doutrina desenvolvida pelo Professor Ricardo Hasson Sayeg, primeiro Livre Docente em Direito Econômico da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Além de trazer ao mundo acadêmico essa nova visão do direito, a qual vem sendo aprimorada a cada dia no grupo de estudos de Direito Econômico, composto por estudantes dos três níveis de pesquisa - graduação, mestrado e doutorado -, desenvolvido no núcleo do Capitalismo Humanista, constituído na PUC-SP; este estudo apresentará uma visão panorâmica sobre as principais correntes de pensamento desenvolvidas pela Filosofia política ocidental, sendo que será apresentado o jusnaturalismo, o neopositivismo e, por fim, a proposta nova que se apresenta: o jus-humanismo.

Biografia do Autor

Camila Castanho, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Mestre em Direito do Estado e Doutoranda em Direito Econômico pela PUC-SP. Professora de Direito Econômico da Faculdade de Direito da PUC-SP.
Thiago Lopes Matsushita, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Mestre e doutorando em Direito Econômico pela PUC-SP. Professor de Direito Econômico da Faculdade de Direito da PUC-SP.

Referências

ARISTÓTELES. A política. São Paulo: Edipro, 1995.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém – um relato sobre a banalidade do mal. Tradução José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

BOBBIO, Norberto. Dicionário de Política. 13. ed. Brasília: Editora UnB, 2007.

_____. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

CARVALHO, Paulo de Barros. Direito Tributário, linguagem e método. São Paulo: Noeses, 2008.

DESCARTES, René. O discurso do método. 2. Ed. São Paulo: Escala, 2009.

HOBBES, Thomas. Leviatá. São Paulo: Martin Claret, 2006.

KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. 6. ed. São Paulo: RT, 2009.

KING, Martin Luther. As palavras de Martin Luther King. Coretta Scott King (org.); tradução Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

LOCKE, John. Segundo Tratado Sobre o Governo Civil e outros escritos. Ensaio sobre a origem, os limites e os fins verdadeiros do governo civil. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

REALE, Miguel. Direito Naturall Direito Positivo. São Paulo: Saraiva, 1984.

SAYEG, Ricardo Hasson. Texto de Estudos - A Capitalismo Humanista. No prelo.
_____. O Capitalismo humanista no Brasil. In: MIRANDA, Jorge; SILVA, Marco Antonio Marques da (Orgs.). Tratado luso-brasileiro da dignidade humana. São Paulo: Quartier Latin, 2008,

SCAVINO, Dardo. La filosofia actual: pensar sin certezas. Santiago del Esterro: Paidós Postales, 1999.

SÓFOCLES. Antigona. Tradução de Millôr Fernandes. São Paulo: Paz e Terra, 2003.
Publicado
2015-07-30
Como Citar
Castanho, C., & Matsushita, T. (2015). JUS-HUMANISMO. Revista Da Faculdade De Direito De São Bernardo Do Campo, 16. Recuperado de https://revistas.direitosbc.br/index.php/fdsbc/article/view/157
Seção
Artigos