ATIVISIMO JUDICIAL, RESERVA DO POSSÍVEL E O DIREITO À SAÚDE

  • René Zamlutti Júnior Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar o fenômeno que se tornou conhecido como ativismo judicial, bem como seus desdobramentos e suas consequências no âmbito do Direito brasileiro, em especial na área do direito à saúde.

Biografia do Autor

René Zamlutti Júnior, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Mestre e Doutorando em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2011). Possui graduação em Letras pela Universidade São Judas Tadeu (2003) e graduação em Direito pela Universidade São Judas Tadeu (1997). Atualmente é Procurador do Estado de São Paulo, professor assistente do Curso de Especialização em Direito Constitucional promovido pela Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão (COGEAE) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Professor do curso de Direito da Universidade São Judas Tadeu. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público.
Publicado
2015-09-18
Como Citar
Zamlutti Júnior, R. (2015). ATIVISIMO JUDICIAL, RESERVA DO POSSÍVEL E O DIREITO À SAÚDE. Revista Da Faculdade De Direito De São Bernardo Do Campo, 17. Recuperado de https://revistas.direitosbc.br/index.php/fdsbc/article/view/155
Seção
Artigos