AS CONDIÇÕES DE VALIDADE DOS TRATADOS E OS FUNDAMENTOS DO DIREITO INTERNACIONAL

  • Andrey Philippe de Sá Baeta Neves PUC-MG
Palavras-chave: Fundamentos do direito internacional, Direito dos tratados, Convenção de Viena sobre direito dos tratados, Validade dos tratados

Resumo

Este artigo trata da questão dos fundamentos do Direito Internacional com base na análise das condições de validade dos tratados expressas pela Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados de 1969. Argumenta-se existir a necessidade de se rediscutir os fundamentos deste direito, considerando a antinomia estrutural da disciplina. Para tanto, analisa os elementos que integram as condições de validade dos tratados pela Convenção de Viena, para caracterizar a coletividade internacional atual a fim de discutir as correntes teóricas sobre os fundamentos do Direito das Gentes. Conclui-se que, embora a Convenção de Viena revele a importância da vontade dos Estados na formação do Direito das Gentes, reconhece também, considerando o contexto sócio-histórico, a existência de valores essenciais nesta coletividade.

Biografia do Autor

Andrey Philippe de Sá Baeta Neves, PUC-MG

Mestre e doutorando em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Bolsista da CAPES.

Referências

REFERÊNCIAS

BRANT, Leonardo Nemer Caldeira. Fundamentos da existência e validade do direito internacional. In: Revista da Faculdade de Direito da UFMG. Belo Horizonte. n. 62, Jan./jun. 2013.
BRASIL. Decreto nº 7.030, de 14 de dezembro de 2009. Promulga a Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2020.
BULL, Hedley. A sociedade anárquica: um estudo da ordem na política mundial. São Paulo: Universidade de Brasília, 2002.
CZAPLINSKI, Wladyslaw. Ius cogens and the Law of treaties. p. 83-97. In: THOMUSCHAT, Christian; THOUVENIN, Jean-Marc. (ed.). The fundamental rules of the international legal order: jus cogens and obligations erga omnes. Leiden: Martinus Nijhoff, 2006.
DINH, Nguyen Quoc; DAILLIER; Patrick; PELLET, Alain. Direito internacional público. 2. ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2003.
GABSCH, Rodrigo D’Araujo. Aprovação de tratados internacionais pelo Brasil: possíveis opções para acelerar o seu processo. Brasília: Funag, 2010.
HOFFMEISTER, Frank. Article 7: full powers. p. 129-144. In: DÖRR, Oliver; SCHMALENBACH, Kristen. (ed.). Vienna Convention on the Law of Treaties: a commentary. 2. ed. Berlin: Springer: 2018.
INTERNATIONAL COURT OF JUSTICE. Case concerning the Temple of Preah Vihear (Cambodia v. Thailand), Merits. Judgment of 15 jun. 1962. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2020.
JUBILUT, Liliana Lyra. Os fundamentos do direito internacional contemporâneo: da coexistência aos valores compartilhados. V Anuário brasileiro de direito internacional. Belo Horizonte, n. 9, vol. 2, jul. 2010.
MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Curso de direito internacional público. 11. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2018.
MEDEIROS, Antônio Paulo Cachapuz. O poder de celebrar tratados: competência dos poderes constituídos para a celebração de tratados, à luz do Direito Internacional, do Direito Comparado e do Direito Constitucional brasileiro. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1995.
MELLO, Celso Duvivier de Albuquerque. Curso de direito internacional público, v.1. 15 ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2004.
MIRANDA, Jorge. Curso de direito internacional público: uma visão sistemática do direito internacional dos nossos dias. Rio de Janeiro: Forense, 2009.
PELLET, A. As novas tendências do Direito Internacional: aspectos “macrojurídicos”. In: BRANT, L. N. C. (org.). O Brasil e os novos desafios do direito internacional. Rio de Janeiro: Forense, 2004.
PEREIRA, André Gonçalves; QUADROS, Fausto de. Manual de direito internacional público. 3. ed. Lisboa: Almedina, 2009.
RAMOS, André de Carvalho. Artigo 53. In: SALIBA, Aziz Tuffi (org.). Direito dos tratados: comentários à Convenção de Viena sobre o direito dos tratados (1969). Belo Horizonte: Arraes, 2011.
RENSMANN, Thilo. Article 46: provisions of international law regarding competence to conclude treaties. In: DÖRR, Oliver; SCHMALENBACH, Kristen. (ed.). Vienna Convention on the Law of Treaties: a commentary. 2. ed. Berlin: Springer: 2018a.
______. Article 48: error. In: DÖRR, Oliver; SCHMALENBACH, Kristen. (ed.). Vienna Convention on the Law of Treaties: a commentary. 2. ed. Berlin: Springer: 2018b.
REZEK, José Francisco. Direito internacional público: curso elementar. 17. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2018.
RODAS, João Grandino. Jus cogens em Direito Internacional. In: Revista da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. São Paulo, v. 69, n. 2, 1974.
SALIBA, Aziz Tuffi; AUGUSTIN, Bruno Herwig Rocha. Artigo 46. In: SALIBA, Aziz Tuffi (org.). Direito dos tratados: comentários à Convenção de Viena sobre o direito dos tratados (1969). Belo Horizonte: Arraes, 2011.
SHAW, Malcolm. Direito internacional. São Paulo: Martins Fontes, 2010.
SCHMALENBACH, Kristen. Article 6: capacity of States to conclude treaties. In: DÖRR, Oliver; SCHMALENBACH, Kristen. (ed.). Vienna Convention on the Law of Treaties: a commentary. 2. ed. Berlin: Springer: 2018a.
______. Article 53: treaties conflicting with a peremptory norm of general international law (“jus cogens”). In: DÖRR, Oliver; SCHMALENBACH, Kristen. (ed.). Vienna Convention on the Law of Treaties: a commentary. 2. ed. Berlin: Springer: 2018b.
SILVA, Carlos Augusto Canêdo Gonçalves da; SOUZA, Tatiana Ribeiro de. Artigo 51. In: SALIBA, Aziz Tuffi (org.). Direito dos tratados: comentários à Convenção de Viena sobre o direito dos tratados (1969). Belo Horizonte: Arraes, 2011.
SQUEFF, Tatiana A. F. R. Cardoso; ROSA, Marina de Almeida. Jus cogens: an european concept? An emancipatory conceptual review from the inter-american system of human rights. In: Revista de direito internacional, Brasília, v. 15, n. 1.
THOUVENIN, Jean-Marc. (ed.). The fundamental rules of the international legal order: jus cogens and obligations erga omnes. Leiden: Martinus Nijhoff, 2006.
TOMUSCHAT, Christian. Reconceptualizing the debate on jus cogens and obligations erga omnes: concluding observations. In: THOMUSCHAT, Christian; TÖNNIES, Ferdinand. Community and civil society. Cambridge: Cambridge University, 2001.
UNITED NATIONS. Charter of the United Nations. San Francisco. 1945.
______. United Nations Treaty Collection. 2019. Disponível em . Acesso em: 19 mar. 2020.
VALLARTA MARRÓN, José Luis. La argumentación jurídica en torno al ius cogens internacional. Anuario mexicano de derecho internacional. Ciudad de México, vol. X, 2010.
VIEIRA, Susana Camargo. Artigo 6. In: SALIBA, Aziz Tuffi (org.). Direito dos tratados: comentários à Convenção de Viena sobre o direito dos tratados (1969). Belo Horizonte: Arraes, 2011.
VILLIGER, Mark Eugen. Commentary on the 1969 Vienna Convention on the Law of Treaties. Leiden: Martinus Nijhoff, 2009.
Publicado
2020-05-05
Como Citar
Baeta Neves, A. P. (2020). AS CONDIÇÕES DE VALIDADE DOS TRATADOS E OS FUNDAMENTOS DO DIREITO INTERNACIONAL. Revista Da Faculdade De Direito De São Bernardo Do Campo, 26(1), 27. Recuperado de https://revistas.direitosbc.br/index.php/fdsbc/article/view/1001