FILOSOFIA, SENSIBILIDADE E EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: RESISTÊNCIA CONTRA A INSENSIBILIDADE DO QUOTIDIANO

  • Eduardo Bittar Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
Palavras-chave: sensibilidade

Resumo

Trata-se de pensar a questão da sensibilidade, propondo-se uma crítica da razão instrumental e do exaurimento da existência na dimensão do trabalho e da produção. A recuperação da arte é vista como uma prática de emancipação, porque representa uma forma de transformação cultural da sociedade. A questão dos direitos humanos é atravessada por esta problemática e, por isso, torna-se o fulcro das pesquisas deste artigo.

Biografia do Autor

Eduardo Bittar, Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
Advogado, possui graduação pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (1996). Desenvolveu estudos de pós-graduação, e estágio doutoral-FAPESP junto à Université de Lyon (II e III) e à Université de Paris (Sorbonne-II e Sorbonne-IV), na França, tendo obtido o Doutorado em Filosofia e Teoria Geral do Direito pela Faculdade de Direito da USP (1999). Obteve a Livre-Docência pela Faculdade de Direito da USP (2003). Foi Diretor Científico da Associação Brasileira de Ensino do Direito - ABEDI (2006-2008). Foi Presidente da Associação Nacional de Direitos Humanos ? Pesquisa e Pós-Graduação (ANDHEP), no biênio 2009-2010, entidade da qual foi também Secretário-Executivo (2007-2009). Pesquisador-Sênior do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP), no período 2006-2010. Foi membro titular do Conselho da Cátedra UNESCO de ?Educação para a Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância?, do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP), no período 2007-2010. Foi Membro do Comitê de Área do Direito - CAPES (2010) e Pesquisador de Produtividade do CNPq N-2 (2010-2013). É Parecerista Científico da Revista Direitos Fundamentais e Justiça (PUC-RS). É Professor Associado do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). É membro do Conselho Científico da Associação Nacional de Direitos Humanos (ANDHEP) e 2º. Vice-Presidente da Associação Brasileira de Filosofia do Direito (ABRAFI ? IVR/ Brasil). Concentra-se na área de Filosofia e Teoria Geral do Direito, desenvolvendo pesquisas sobre "Educação em Direitos Humanos" e "Teoria da Democracia".

Referências

ADORNO, Theodor W. Minima moralia. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2001.

______. Teoria estética. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2006.

ADORNO, Theodor W. ; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

ALTHUSSER, Louis. Freud e Lacan. Marx e Freud. Tradução de Walter José Evangelista. 4. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2000.

BITTAR, Eduardo C. B. Educação e metodologia para os direitos humanos: cultura democrática, autonomia e ensino jurídico, in Educação em direitos humanos: fundamentos teórico-metodológicos (SILVEIRA, Rosa Maria Godoy Silveira; DIAS, Adelaide Alves; FERREIRA, Lúcia de Fátima Guerra; FEITOSA, Maria Luiza Pereira de Alencar Mayer; ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares), João Pessoa: Editora da UFPB, 2007, ps. 313-334.

BOFF, Leonardo. Justiça e cuidado: opostos ou complementares?, in o cuidado como valor jurídico (PEREIRA, Tania da Silva; OLIVEIRA, Guilherme de, orgs.), Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008, ps. 01-12.

BRUYERON, Roger. La sensibilité. Paris: Armand Colin, 2004.

DORIA, Francisco Antonio. Marcuse. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FOUCAULT, Michel. A ética do cuidado de si como prática da liberdade, in Ética, sexualidade, politica - Ditos e escritos (vol. V). Tradução de Elisa Monteira; Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

FREUD, Sigmund. Além do princípio de prazer, in Obras completas, vol. XVIII, Rio de Janeiro: Imago, 1999, ps. 17-75.

______. O mal-estar na civilização. Tradução de José Octávio de Aguiar Abreu. Rio de Janeiro: Imago, 1997.

FROMM, Eric. A arte de amar. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fon tes, 2006.

______. La revolución de la esperanza. Daniel Jiménez Catillejo. México: Fondo de Cultura Económica, 2003.

GIOVANNETTI, Marcio de Freitas, O sujeito e a lei, in GROENINGA, Giselle; PEREIRA, Rodrigo da Cunha (coords.), Direito de família e psicanálise: rumo a uma nova epistemologia, Rio de Janeiro: Imago, 2003, ps. 43-53.

GROENINGA, Giselle; PEREIRA, Rodrigo da Cunha. Direito de família e psicanálise: rumo a uma nova epistemologia. Rio de Janeiro: Imago, 2003.

HABERMAS, Jürgen. A inclusão do outro: estudos de teoria política. Tradução de George Spencer; Paulo Astor Soethe. São Paulo: Loyola, 2002.

LYOTARD, Jean-François. Heidegger e os judeus. Tradução de Jorge Seixas e Souza. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

MARCUSE, Herbert. A dimensão estética. Tradução de Maria Elisabete Costa. Lisboa:
Edições 70, 2007.

______. Eros e civilização: uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Tradução de Álvaro Cabral. 8. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

MATOS, Olgaria C.F.A Escola de Frankfurt: luzes e sombras do iluminismo. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2005.

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS. Secretaria Especial dos Direitos Humanos; Ministério da Educação; Ministério da Justiça; UNESCO. Brasília: Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos, 2007.

PRADO, Lídia Reis de Almeida. O juiz e a emoção: aspecto da lógica da decisão judicial. 2. ed. Campinas: Millenium, 2003.

SILVEIRA, Rosa Maria Godoy; NADER, Alexandre Antonio Gili; DIAS, Adelaide Alves. Subsidios para a elaboração das diretrizes gerais da educação em direitos humanos. João Pessoa: Editora Universitaria, 2007.

WARAT, Luis Alberto. Territórios desconhecidos: a procura surrealista pelos lugares do abandono do sentido e da reconstrução da subjetividade, vol. I. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2004.
Publicado
2015-08-03
Como Citar
Bittar, E. (2015). FILOSOFIA, SENSIBILIDADE E EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: RESISTÊNCIA CONTRA A INSENSIBILIDADE DO QUOTIDIANO. Revista Da Faculdade De Direito De São Bernardo Do Campo, 14. Recuperado de https://revistas.direitosbc.br/index.php/fdsbc/article/view/192
Seção
Artigos