O MACHISMO COMO GÊNESE DA HOMOFOBIA

  • Suzane Cristina da Silva Faculdade Legale, FALEG, SP, Brasil.
Palavras-chave: Homofobia, Machismo, Patriarcado, Masculinidades, Masculinidade hegemônica

Resumo

este artigo busca, através de breve levantamento bibliográfico, vincular a homofobia ao machismo, mostrando seus pontos de intersecção em sua origem e demonstrando que aquela tem por base primeira o ódio à mulher ou sua visão como sendo hierarquicamente inferior ao homem, ao macho. Esta visão é construída e sustentada nas atuais sociedades através do patriarcado, que atribui as diferenças de gênero à natureza e impõe também a existência de uma masculinidade hegemônica, uma maneira única e intransponível de ser homem, violentando aqueles que fogem desse padrão.

Biografia do Autor

Suzane Cristina da Silva, Faculdade Legale, FALEG, SP, Brasil.

Advogada. Graduada pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (2011). Pós-graduada em Direito do Trabalho pela Rede LFG/Anhanguera (2017). Pós-graduada em Direito da Diversidade sexual, racial e religiosa pela Faculdade Legale (2019). Pós-graduanda em Direito Civil e Processo Civil pela Faculdade Legale. Possui foco de estudos nas áreas de direitos humanos e sociais e direito civil. Professora assistente na área de Direito da ETEC CEPAM. Foi coordenadora-adjunta do Grupo de Estudos de Ciências Criminais e Direitos Humanos no IBCCRIM, com orientação de artigos de conclusão. Colunista no Blog da Pimenta: https://blog.dapimenta.com.br/author/suzane/

Referências

ANDRÊO, Caio; PERES, Wiliam Siqueira; TOKUDA, André Masao Peres, SOUZA, Leonardo Lemos. Homofobia na construção das masculinidades hegemônicas: queerizando as hierarquias entre gêneros. Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro: Instituto de Psicologia. Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, p. 46-67, 2016.

BORRILLO, Daniel. A homofobia. Homofobia e Educação – Um Desafio Ao Silêncio: Letras Livres/UNB, Brasília, p. 15-46, 2009.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

FRY, Peter. O que é homossexualidade. São Paulo: Abril Cultural - Brasiliense, 1985. (Coleção Primeiros Passos n. 26).

KIMMEL, Michael Scott. Masculinidade como homofobia: Medo, vergonha e silêncio na construção de identidade: Tradução por Sandra Mina Takakura. Equatorial – Revista do Programa de Pós-graduação em Antropologia Social. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, v. 3, n. 4, p. 97-124, jan./jul. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2019.

LOPES, Oscar Guilherme. Gays afeminados ou a poluição homoerótica. Revista Periódicus: Revista de estudos indisciplinares em gêneros e sexualidades (Grupo de Pesquisa CUS, da Universidade Federal da Bahia – UFBA), Salvador, v. 1, n. 7, p. 405-422, 2017. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2019.

MANTOVANI, Flávia. Relação homossexual é crime em 70 países, mostra relatório mundial. Folha de São Paulo. São Paulo, 20 mar. 2019. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2019

MARTINS, Ferdinando. Homofobia é um dialeto do machismo. Jornal do Campus - USP. Entrevista por Victoria Salemi. São Paulo, 15 out. 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2019.

MOTT, Luiz. Anti-homossexualidade: A gênese da homofobia. Revista de Estudos de Cultura, Universidade Federal de Sergipe, n. 02, p.15-32, mai. ago. 2015.

OKITA, Hiro. Homossexualidade: da opressão à libertação. 2. ed. São Paulo: Sundermann, 2015.

OLIVEIRA, Rafael Domingos. Raça e sexualidade na formação social brasileira: Notas sobre um episódio literário "homoerótico" na aurora republicana. Violência e Sociedade: O racismo como estruturante da sociedade e da subjetividade do povo brasileiro, São Paulo: Escuta, p.177-189, 2018.

QUINALHA, Renan. A homofobia como produto do machismo. Revista Cult. 17 maio 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2019.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero Patriarcado Violência. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular e Perseu Abramo, 2015.

______. Posfácio: Conceituando o gênero. Mulher brasileira é assim. Rio de Janeiro: Editora Rosa dos Tempos, 1994.

SANFELICE, Pérola de Paula; COZER, Alexandre. O divino falo de Priapo: debates em torno da sexualidade romana a partir de Pompeia e da Priapeia. Veredas da História, Rio de Janeiro, Salvador, Pelotas, Mato Grosso e Sergipe, v. 10, n. 1, p. 73-103, jul. 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2019.

SOUZA, Henrique Restier da Costa. As várias faces da masculinidade na Nossa América. Plural: Revista de Ciências Sociais do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da USP, São Paulo, v. 26, n. 1, p.180-184, 2019. Semestral.

TIBURI, Marcia. Feminismo em comum. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora Rosa dos Tempos, 2018.
Publicado
2021-11-04
Como Citar
da Silva, S. (2021). O MACHISMO COMO GÊNESE DA HOMOFOBIA. Revista Da Faculdade De Direito De São Bernardo Do Campo, 27(2), 22. Recuperado de https://revistas.direitosbc.br/index.php/fdsbc/article/view/1041